Captura de Tela 2021-05-19 às 12.53.00.

PRÁTICAS TEATRAIS

Sobre presenças, treinamentos, dramaturgias e processos

Renato Ferracini, Ana Cristina Colla e Raquel Scotti Hirson (org)

2020 - Editora da UNICAMP e FAPESP

Este livro traz reflexões sobre os meandros invisíveis da atuação, da presença e do treinamento em processos criativos. Faz uma análise cuidadosa do tema da presença do artista cênico, articula experimentação e conceitos filosóficos, revela a delicadeza do trabalho do ator enquanto ofício e a potência da relação entre corpos possibilitada pela presença simultânea dos atores e dos espectadores. A busca poética por parte do artista traz potenciais desdobramentos para além da cena, na direção de uma vida aumentada em seu vigor e em sua intensidade de ação. São escritas poéticas permeadas por pensamentos. Pensamentos permeados por conceitos. Conceitos permeados por metáforas. Não há como ser de outro modo ao falar de criação e do suor dos corpos na construção da cena poética no teatro.

59A8DD26-C308-43A7-A0B9-19545E426B6F.jpe
Captura de Tela 2021-05-19 às 12.20.35.

ENSAIOS DE ATUAÇÃO

Renato Ferracini

2013 - Editora Perspectiva e FAPESP

Ensaios de Atuação é uma contribuição para atores, atrizes e todos aqueles interessados em refletir sobre a arte da atuação como performance transformadora. Toda a atenção de Renato Ferracini está posta em pensar como a arte de atuar é uma arte da construção de si mesmo e do estabelecimento de ambientes de compartilhamento. Tomando diferentes referências e percorrendo linhas centrais da tradição, o livro abre espaço para reflexões sobre o papel do ator como eixo do fenômeno teatral, ou melhor, da arte da performatização. Há aqui uma explícita vontade de diálogo com artistas que questionam seu fazer criativo. No entanto, esta não é uma publicação técnica ou um manual de atuação, ainda que sua leitura possa contribuir com os processos de aprendizagem do ator, dado que seu conteúdo fala do ator em seus substratos mais internos: sabemos que normas e procedimentos fixos não permitem a criação das condições fundamentais à arte de atuar. Aqui, ao contrário, as incertezas destacadas podem alimentar espíritos que procuram mais do que respostas para as suas dúvidas e que desejam um acompanhamento para suas buscas. Com tal qualidade, estes Ensaios nos oferecem um olhar intrigante sobre os materiais do ator e nos põem a refletir, tornando mais complexo nosso pensamento acerca do atuar.

                                                                                                 Do prefácio de André Carreira

CAFÉ COM QUEIJO: CORPOS EM CRIAÇÃO

Renato Ferracini

2006 - Editora Hucitec e FAPESP

Este livro busca dissertar, analisar, discutir e refletir o processo de Mimese Corpórea: trabalho de recriação de ações físicas e vocais através da observação do cotidiano desenvolvido pelo Lume. Também analisa o processo de criação e montagem do espetáculo Café com Queijo. Mas como pensar a mimese corpórea e uma montagem de espetáculo gerado nesse processo sem falar antes sobre o Lume e sua conduta de trabalho? Como analisar Café com Queijo - um trabalho baseado na “presença” e organicidade do corpo do atuante - sem antes discutir sobre o trabalho do ator? E como discutir sobre um suposto possível corpo-em-arte-de-ator – que gera, em si mesmo, pensamentos independentes pois é um pensamento de cunho poético – buscando recriar um discurso conceitual com esse pensamento e não sobre esse pensamento?E, dentro desses axiomas, como discutir codificação e retomada de ações, treinamento, pré-expressividade, energia, organicidade e presença no trabalho de ator? Esse livro, obviamente, não responde a essas questões, mas discute possibilidades...

3791016A-DC51-4C50-9E1E-BF5CE74FC19C.jpe

CORPOS EM FUGA, CORPOS EM ARTE

Renato Ferracini (org)

2006 - Editora Hucitec e FAPESP

Esse livro foi organizado para refletir diferentes articulações cênico-poética das propostas do Lume. São vários textos de seus atores e colaboradores que recriam em discurso algumas possibilidades de conceituação e pensamento da preparação de um corpo-em-arte. É uma parte do reflexo conceitual e descritivo das pesquisas desenvolvidas pelo Lume que, no ano de 2005, completou vinte anos de criações poéticas de um corpo expressivo inserido em situação espetacular.

30197561-63BE-4CA4-A964-3D59F698023E.jpe

A ARTE DE NÃO INTERPRETAR COMO POESIA CORPÓREA DO ATOR

Renato Ferracini

2003 - Editora da Unicamp e FAPESP

Mostra uma proposta de formação de um ator não-interpretativo, com base nas experiências técnicas e metodológicas do Lume — Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp. As etapas desse processo de formação, além de descritas, foram registradas em áudio e vídeo em um CD-ROM interativo.